Compliance e a sua empresa


O termo compliance é muito utilizado em organizações mais modernas, podendo a palavra ser traduzida no literal para: conformidade. Porém, o termo compliance abrange estar em conformidade em relação a leis ou regimes, ou agir conforme as normas, diretrizes, código de conduta e/ou regras estabelecidas. Na realidade dos negócios, a ideia do compliance é que as entidades se preocupem com as questões éticas e leis vigentes em todas as suas ações.

Como manter o compliance na sua empresa

Antes de tudo, o profissional ou equipe responsável pela gestão de determinado departamento deve ter conhecimento sobre as normas e processos, o município, estado e/ou país.

Isso se dá por que o termo pode ser usado para as diretrizes internas e externas a organização.

Além de estar em conformidade com relação as leis, as empresas também necessitam que o mercado saiba que a organização tem boas práticas e agem conforme os melhores padrões existentes, essa informação faz com que a empresa seja reconhecida e se destaque no mundo dos negócios.

No caso da contabilidade, deve ser um dos setores mais preocupado em seguir com a política de compliance.

Para exemplificar a extensão do compliance na gestão das organizações, elencamos algumas das questões que abrangem o termo:

  • éticas;

  • trabalhistas;

  • contábeis

  • previdenciárias;

  • societárias;

  • tributárias;

  • financeiras;

  • ambientais;

  • jurídicas;

Empresas que atuam no mercado financeiro, devem se comprometer ainda mais com a política de compliance, como instituições bancárias por exemplo, pois este possui muitas normas e regulamentações, além de ser constantemente citado em casos de corrupção.

Diferencial das empresas em compliance

As empresas que se mantém em compliance e que comprovam essa condição, se destacam no seu mercado, seja em relação a clientes, fornecedores e até confiança de instituições financeiras.

Devido aos vários escândalos com grandes empresas no nosso país e pela facilidade ao acesso das informações através da internet, aquelas organizações que se mantém intactas se destacam e inclusive podem usar esse argumento para sair na frente de seus concorrentes, até mesmo em sites de registro de reclamações.

Quando a empresa se mantém em compliance fica mais fácil ficar longe de problemas que podem ecoar nas finanças através de multas, processos jurídicos, administrativos e indenizações que possam recair sobre a empresa através de descumprimento de normas.

Analista de compliance

Em nosso país o conceito de compliance ainda não é tão explorado como deveria, por isso, não temos muitos profissionais aptos para exercer a função.

Hoje os profissionais analistas de compliance normalmente possuem formação em administração de empresas, ciências contábeis, direito com especialização na área empresarial, tributária, civil, dentre outros, e também psicologia.

As empresas que utilizam o conceito de compliance se destacam no mercado! Para que sua empresa faça parte das organizações mais confiáveis e organizadas, ela necessita de profissionais comprometidos, que buscam a constante evolução, proativos, com boa comunicação e obviamente com conhecimento nas principais leis, como a Lei Anticorrupção (Lei nº 12.846/2013), Código Penal, Lei das Estatais, dentre outras.

#compliance #negocios #empresa #consultoria #gestao #leis #normas

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

2017 | Grupo Dominus - -Todos os direitos reservados.